Sucessão Familiar

icon-sucessão-familiar

Algumas poucas famílias conseguem aproveitar a chance e multiplicam o patrimônio ao longo das gerações, enquanto tantas outras passam a compor a temida estatística de venda ou encerramento dos negócios na terceira geração.

Seja como for, para o sócio-empresário há decisões que podem ser tomadas em vida (transição) e, para seus sucessores e herdeiros, há diversas providências cabíveis após sua morte (partilha).

O trabalho da Pracis consiste na elaboração e implementação de planos que desenrolam o processo – evitando a estagnação e/ou futuros conflitos. 

Transição

Fundadores e pioneiros são pessoas focadas, cobram muito de si e esperam que os demais correspondam às expectativas.

O tema da sucessão provoca inseguranças quanto ao rumo dos negócios e angústia do ponto de vista pessoal.

Remete à antiquíssima luta que existe entre gerações – e a atuação da Pracis é aqui.

Aplicamos estratégias e metodologias para que o plano de sucessão resulte numa evolução consistente em vez de uma revolução malsucedida.

Como pré-requisitos inegociáveis para transições de sucesso é preciso:

a) Processo de comunicação fluido, transparente, calcado numa cultura que promova o diálogo e valorize a escuta. A agenda deve ser construída e implementada de forma consensual na família. Deve haver consenso a respeito dos valores da família e do propósito dos negócios.

b) Um mínimo de familiaridade e vivência com estruturas básicas de governança: Conselho de Família, Protocolo Familiar, Acordo de Sócios, Conselho Consultivo, dentre outros.

c) Compromisso e disciplina com os acordos e combinações estipuladas.

Partilha

No instante seguinte ao falecimento de um familiar, seu cônjuge/companheiro e/ou filhos geralmente passam a ser meeiros/herdeiros e tornam-se “sócios”, ou seja, passam a deter em conjunto – bens, direitos e deveres.

Sim, mundo desconhecido, de difícil compreensão e propenso a ferrenhas disputas – onde a Pracis pode contribuir e harmonizar.

Atuamos aqui como o terceiro imparcial auxiliando os familiares e seus advogados a construir um acordo sobre a partilha.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin